Uma breve pausa entre o curso de Perl e minha dissertação de mestrado, gostaria de compartilhar alguns pensamentos sobre a FSF.

Certos momentos tenho que admitir que Richard Stallman, idealizador do projeto GNU, acerta em alguns posicionamentos sobre software livre, no entanto, seu extremismo e o não respeito à minha liberdade de escolha, levam todo o seu discurso por água baixo.

Por exemplo, a FSF não endossa o Debian GNU/Linux pela capacidade oferecida ao usuário em adicionar software não livre na sua distribuição. Fazendo uma analogia com a definição de Segurança através da Obscuridade, essa idéia do Stallman está fadada ao erro. Em outras palavras, se o usuário da distribuição não souber que é possível utilizar tal recurso ele não o fará. Isso é ridículo.

A FSF está subjugando a capacidade do seu usuário. A Microsoft já pecou inúmeras vezes por tentar subjugar seu usuário. Está na hora da FSF começar a respeitar à vontade do usuário em utilizar o que ele quiser. Isto é, se eu quiser utilizar uma distribuição livre e, mesmo assim, adicionar alguns softwares não livres, quero ter essa liberdade de escolha. Ninguém pode opinar sobre minha decisão. A liberdade é minha em usar o que quero!

Por outro lado, também aceito que usar blobs no Kernel sejam uma grande desvantagem. Mas isso está sendo, aos poucos, removidos. Um passo de cada vez, Mr Stallman.

Veja abaixo a negação ao Debian pela FSF.

Debian

Debian’s Social Contract does say that all software in the main distribution will be free software. Unfortunately, that’s not always true in practice. Debian has repeatedly made tacit or explicit exceptions for specific pieces of nonfree software, such as the blobs included in or accompanying Linux. We’re still hopeful that there won’t be such exceptions in the future, but we can’t turn a blind eye to the situation as it stands today.

Debian also provides a repository of nonfree software. According to the project, this software is “not part of the Debian system.” We understand that’s important for organizational reasons, but users would be hard-pressed to make a distinction. The nonfree repositories are often featured as prominently as the main ones throughout Debian’s web site, documentation, and other materials.

Stallman já fez muito ao movimento do SL. Temos que agradecê-lo pelo seu esforço nessa batalha. Mas interferir na minha liberdade de escolha é uma direção totalmente equivocada que a FSF está tomando.

Boa reflexão.

One thought on “O radicalismo da FSF é péssimo ao Software Livre

  1. Levando em consideracao o trabalho da FSF em apoiar unicamente o Software puramente livre, eu ate entendo posicionamento deles em relacao a distribuicoes como o debian e o gentoo.

    A ideia da FSF eh que somente o Software Livre eh digno de confianca e, da mesma forma que eles tem que respeitar a sua escolha em utilizar Software nao-livre, voce tem que aceitar a opiniao da FSF (e nao do Richard Stallman) em nao dar um "aval" ao Debian.

    Veja o documentario "Patent Absurdy", disponivel pra download em http://patentabsurdity.com/ e ate da pra entender porque a FSF nao quer chegar perto de blobs misteriosos. Acredite, ter um blob de dados indecifraveis que voce nao sabe o que faz eh meio complicado. Especialmente quando esse blob roda em contexto supervisor (kernel).

    Tivemos muitos problemas com corrupcao de memoria durante o desenvolvimento de um projeto por causa de um unico blob que foi mal feito.

Comments are closed.